21/09/2012 - Evolução do verbo ducere e comedere para o português

Há em latim o verbo ӗdӗre, cujo significado é comer. Também com o sentido de comer há o verbo comӗdӗre, em que se pode detectar o prefixo com-. A forma simples ӗdӗre não passou para o português, cabendo ao verbo comӗdӗre fornecer ao português o verbo comer. Sua evolução é normal: comӗdӗre > comedēre> comeer > comer (mudança para a segunda conjugação, síncope do d intervocálico, apócope do e, crase das vogais). O que tem chamado a atenção dos linguistas, notadamente do Prof. Mattoso Câmara Jr., é a notável mudança do com-, prefixo em latim, para radical em português. É um exemplo clássico da necessidade de separar a sincronia da diacronia. Nem sempre a análise sincrônica corresponde à diacrônica.

Uma situação interessante também é a do verbo ducӗre em latim, cujos compostos se manifestam com prefixo: conducӗre (conduzir) deducӗre (deduzir), inducӗre (induzir), producӗre (produzir), reducӗre (reduzir), reconducӗre (reconduzir), seducӗre (seduzir), nos quais a forma ducӗre aparece plena em latim, mas não em português. Com efeito, -duzir só se manifesta em português quando se lhe acrescenta um prefixo. Em latim o com (con) é prefixo tanto em comӗdӗre quanto em conducӗre. Sendo -duzir o radical (forma presa), as formas que o precedem são prefixos.

Voltar