01/09/2012 - Origem do verbo ser

O presente do indicativo do verbo esse ‘ser’ em latim é: sum, es, est, sumus, estis, sunt. Dele provém o presente do indicativo em português (com exceção da 2ª pess.pl., que tem outra origem).

Outro tempo da língua portuguesa que se origina do v. esse latino é o imperfeito do indicativo. Imperfeito indicativo em latim: eram, erās, erat, erāmus, erātis, erant. Note-se que o radical es- (que se vê em es-t, es-tis, es-se) mudou para er-, visto que o s latino, quando está em posição intervocálica, muda para r ( é o rotacismo, uma mudança regular em latim).

Outras formas do verbo ser em português, como o imperativo (sê, sede), o presente do subjuntivo (seja, sejas, seja etc.), o futuro do presente (serei, serás, será etc.), o futuro do pretérito (seria, serias, seria etc.), são provenientes de outro verbo latino, o verbo sӗdēre. O próprio infinitivo presente em português se origina de sӗdēre. Sedēre em latim significa ‘estar sentado’, ‘assentar’. Da ideia original de ‘estar sentado’, o latim passou à de ‘estar’ e, daí, à de ‘ser’. As mudanças sonoras são regulares, a saber, perda do -e final (apócope), queda do -d- intervocálico (síncope), fusão das vogais iguais (crase): sӗdēre > *seder> seer > ser.

É notável a forma como as línguas se organizam internamente ao longo do tempo!

Voltar